You are currently viewing O que é Neotantra? Entendendo o Tantra Moderno vs. Clássico

O que é Neotantra? Entendendo o Tantra Moderno vs. Clássico

O neotantra é uma versão moderna da prática tradicional do tantra, que, ao contrário do que você pode ouvir por ai, não se trata apenas de sexo. O tantra clássico se trata de várias práticas religiosas antigas hindus, budistas e jainistas, todas centradas na busca do despertar espiritual completo. O sexo tântrico era apenas uma parte desse caminho, embora não necessariamente o principal. A versão do tantra que se concentra na sexualidade que a maioria de nós conhece hoje é, na verdade, o neotantra. Às vezes referido como sexualidade sagrada, o neotantra é um caminho espiritual orientado pela sexualidade, enraizado em filosofias que enfatizam a importância de estar autoconsciente e o poder do toque.

Abaixo estão algumas das principais diferenças entre o tantra clássico e o neotantra que falam das evoluções filosóficas e mudanças baseadas na prática no pensamento tântrico.

Tantra clássico versus neotantra: 5 diferenças.

1. O tantra clássico não se concentra na sexualidade, enquanto o neotantra sim.

O tantra clássico é baseado em uma coleção de textos antigos de várias seitas dentro do budismo, hinduísmo e jainismo já no século VII. Em vez de girar em torno da sexualidade, o foco do tantra clássico é a iluminação e a consciência. Trata-se realmente de liberar o corpo, abrir nossas energias para nos curarmos e nos tornarmos inteiros como seres. Ao contrário de focar na sexualidade, o tantra clássico envolve mais mantras, yantras e rituais.

O Neotantra originou-se como uma adaptação mais moderna do tantra clássico ao longo dos últimos 150 anos, e se concentra na sexualidade sagrada como sua principal prática, objetivo e caminho para a transcendência.

2. Algumas formas de sexo podem ser consideradas pecaminosas no tantra clássico.

Enquanto o neotantra tem tudo a ver com possuir e experimentar da própria sexualidade, o tantra clássico faz muito menos uso de práticas sexuais. De fato, se uma prática sexual não ajuda a transformar os parceiros ou em seus caminhos para a transcendência, o sexo pode até ser considerado pecaminoso em algumas formas de tantra clássico.

O Neotantra é muito mais exploratório sexualmente. No neotantra, a energia sexual é considerada a energia mais potente disponível para o praticante trabalhar e usufruir. Isso pode ser através de rituais de sexo tântrico ou até mesmo a massagem tântrica, que não envolvem sexo.

3. O tantra clássico tem mais elementos religiosos.

O tantra clássico tem raízes bastante religiosas que incluem o Shaivismo da Caxemira, uma vertente de filosofias religiosas da Caxemira e da Índia, e o caminho budista Vajrayana da Índia e do Tibete. Esses caminhos muitas vezes envolvem muito estudo, dedicação pessoal, práticas meditativas e podem incluir vários elementos de ritual.

No neotantra, embora de natureza muito espiritual, é muito mais fundamentado na experiência psicossomática, bem como no trabalho energético. (Incluindo, por exemplo, orgasmos energéticos.)

4. O tantra clássico geralmente requer uma iniciação direta, ao contrário do neotantra.

O tantra clássico exige que os discípulos passem por um processo de iniciação por um guru ou seita. Em qualquer sistema espiritual clássico, a iniciação direta é considerada uma forma integral de garantir a transmissão da sabedoria. Embora rituais e cerimônias de iniciação específicos possam ser diferentes um dos outros, o aspecto principal do processo é o recebimento de bênçãos de um guru ou líder espiritual pelos alunos.

O neotantra adota uma abordagem diferente: embora muitas pessoas sejam iniciadas por seus professores, gurus ou seitas, isso não é considerado obrigatório. 

5. O Neotantra é mais democrático que o tantra clássico.

Os praticantes do tantra clássico confiam nos ensinamentos e na aceitação de um sistema de gurus muitas vezes fechado e exclusivo. O Neotantra é muito mais acessível e menos limitante em relação a quem pode praticar e experimentar os benefícios. O Neotantra enfatiza o autoconhecimento, a autocura e o empoderamento interior. Existem inúmeras fontes de conhecimento e sabedoria para os praticantes explorarem que fazem do neotantra um método ilimitado de alcançar a transcendência espiritual.

Para alguns praticantes tântricos, a forma aparentemente democratizada de tantra do neotantra não é ortodoxa devido aos seus ensinamentos e práticas muitas vezes experimentais. Mas os praticantes do neotantra muitas vezes celebram as inúmeras oportunidades de crescimento espiritual e auto-realização que são mais personalizadas e menos limitadas por restrições.

Deixe um comentário